Os textos deste blog estão sob licença

Creative Commons License

domingo, 3 de maio de 2009

Boal, um grande brasileiro

Augusto Boal
Diretor de Teatro, Homem de Esquerda
e Fundador do Teatro do Oprimido
(1931-2009)

"Todas as sociedades humanas são espetaculares no seu cotidiano, e produzem espetáculos em momentos especiais".

"Mesmo quando inconscientes, as relações humanas são estruturadas em forma teatral: o uso do espaço, a linguagem do corpo, a escolha das palavras e a modulação das vozes, o confronto de idéias e paixões, tudo que fazemos no palco fazemos sempre em nossas vidas: nós somos teatro!"

"Teatro é a Verdade Escondida”.

"Atores somos todos nós, e cidadão não é aquele que vive em sociedade: é aquele que a transforma! "

"Vendo o mundo além das aparências, vemos opressores e oprimidos em todas as sociedades, etnias, gêneros, classes e castas, vemos o mundo injusto e cruel."

"Temos a obrigação de inventar outro mundo porque sabemos que outro mundo é possível."

5 comentários:

Raphael Neves disse...

Vai fazer muita falta.

Coincidência ou não, Boal nos deixou no mesmo dia de Paulo Freire: 2 de maio.

Maurício Caleiro disse...

Dois dos maiores talentos em suas respectivas áreas - e dois esquerdistas convictos.

Hugo Albuquerque disse...

Pouco a pouco o século 20º nos deixa. Será que os que estão vindo batem nos ombros dos que se vão?

Guilherme diogo disse...

Apesar dessas perdas, e do seculo 20 estar nos deixando. Eu creio que há muita gente boa nesse novo seculo, gente que pode sim fazer a diferença.

Maurício Caleiro disse...

Gostaria de responder à pergunta do Hugo com a fé do Guilherme, mas, sinceramente - e dada a configuração ideológico-capitalista em vigor - não consigo. Espero porém estar enganado.